(11) 3348-4000   |   Localização
Intranet

PROCEDIMENTOS ENDOVASCULARES 8 de maio de 2019

PROCEDIMENTOS-ENDOVASCULARES

Especialista em Cirurgia Vascular e Endovascular aborda os principais casos tratados com estes procedimentos eficazes e seguros, inclusive em situações de urgência e emergência

Minimamente invasivos, os procedimentos endovasculares evitam cirurgias complexas em muitos casos, agilizando a recuperação e a alta hospitalar. São realizados por meio de cateteres e guias, que são manipulados pelo cirurgião e orientados por imagem radiológica (raios-X).

Tais cateteres e guias são introduzidos na circulação através de punção arterial, normalmente feita na artéria femoral (região da virilha), porém, outros acessos podem ser utilizados. A partir da introdução do cateter, podemos manipular os diversos materiais no interior dos vasos estudados, os quais são visualizados por meio da injeção de contraste iodado.

Para estudo da circulação e busca de diagnóstico, o exame costuma ser feito apenas com anestesia local. No entanto, em casos de tratamento, pode ser necessária a anestesia geral, a raquianestesia ou a sedação, sendo definido com o anestesista antes da data da cirurgia.

Os procedimentos mais comuns são os vasculares, como angioplastia de membros inferiores, carótidas, fístulas arteriovenosas, correção de aneurisma de aorta, embolizações de má-formação etc., assim como os relacionados à gastroenterologia, nefrologia, oncologia, ginecologia e outros.

ANGIOPLASTIA

Este procedimento é realizado, principalmente, em caso de ferida ou dor nos membros inferiores associados às obstruções nas artérias. O objetivo é melhorar a circulação e aumentar as chances de cicatrização.

Outro motivo comum de angioplastia é a doença aterosclerótica da artéria carótida (artéria do pescoço que dá origem à circulação do cérebro). Em alguns casos, há um risco de Acidente Vascular Cerebral (AVC) associado, o que pode ser minimizado pela angioplastia.

Há também indicações para fístulas arteriovenosas que não funcionam bem, obstruções de artérias dos rins ou do intestino, obstruções de veias, como a “síndrome de Cocket” etc.

Na angioplastia, um cateter é inserido na circulação através de um pequeno furo na virilha e, por meio de um fio guia, é conduzido até a artéria doente. Caso seja possível, passa-se este fio pelo entupimento e conduz-se um “balão” por ele que, ao ser insuflado, empurra a placa de gordura responsável pelo entupimento contra a parede. Isso alarga a parte interna do vaso e permite a melhor circulação sanguínea. Em alguns casos, pode ser necessário o implante de um material metálico delicado, chamado “stent”, para manter esta artéria aberta.

 

ANEURISMA OU DISSECÇÃO DE AORTA

Na maioria destes casos, se houver indicação de tratamento, pode-se colocar próteses vasculares no interior do aneurisma, excluindo-o da circulação. Este procedimento é realizado através das virilhas, sem necessidade de corte no abdome, como no caso da cirurgia convencional, por isso, é mais simples e tem menores índices de complicação, sendo hoje a principal escolha quando é possível fazê-lo.

 

EMBOLIZAÇÕES

Consistem em realizar a obstrução seletiva de vasos sanguíneos pela injeção de substâncias específicas (agentes embolizantes), capazes de obstruir a artéria. São feitas em alguns casos de sangramento na urgência, como, por exemplo: digestivo (pelas fezes ou vômitos), urinário ou sangramento importante após algum procedimento cirúrgico (como biópsias, endoscopias e cirurgias de qualquer tipo).

Outras indicações são para alguns tumores e miomas uterinos, lembrando que este procedimento pode evitar a retirada do útero e, por vezes, manter a possibilidade de gestação da paciente. Casos de má-formação arteriovenosa também costumam ter tratamento com este método.

Em situações benignas, como no tratamento endovascular dos miomas uterinos, o procedimento visa reduzir a chegada de sangue ao mioma, sendo capaz de preservar o útero e a função reprodutiva da paciente e reduzindo drasticamente certos sintomas, como sangramento e cólicas.

 

Por Dr. Felipe Cury Formiga
Cirurgião Endovascular da Cruz Azul
MENU
Últimas Notícias
Cruz Azul de São Paulo
Av. Lins de Vasconcelos, 356 – Cambuci
CEP: 01538-900 – São Paulo – SP
(11) 3348-4000
Como Chegar
Prêmios & Certificações:
Cruz Azul Cruz Azul Cruz Azul Cruz Azul
Links Úteis:
Cruz Azul Saúde CBPM POLÍCIA MILITAR DE SÃO PAULO Cruz Azul Cruz Azul Cruz Azul
Cruz Azul 1925/2019 © Todos os direitos reservados