TEMPO DE ESPERA
NO PRONTO-SOCORRO
---
00:00
---
00:00
---
00:00
---
00:00

Período de espera estimado em caso de atendimento médico que não seja emergencial - Atualizado em:

NOVEMBRO AZUL – CÂNCER DE PRÓSTATA

3 de novembro de 2021

A campanha Novembro Azul surgiu em 2003, na Austrália, a partir da iniciativa de Travis Garone e Luke Slattery que deixaram seus bigodes crescer, como forma de incentivo à conscientização sobre saúde masculina. No ano seguinte, surgiu o Movember – união das palavras inglesas moustache (bigode) e november (novembro) – Foudantion, organização sem fins lucrativos que visava à arrecadação de fundos para o combate ao câncer de próstata. 

O movimento chegou ao Brasil em 2008, propagado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia.

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre homens, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam 65.840 novos casos da doença a cada ano, entre 2020 e 2022. O instituto ainda afirma que este é considerado um câncer da terceira idade, já que aproximadamente 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. 

Com o inicio da campanha Novembro Azul, a Cruz Azul de São Paulo convidou a enfermeira oncológica, Luciana Fukamichi, o Dr. Pietro Schettini Iennaco e a Dra. Rebeca Alves de Freitas e Albuquerque, para explicar sobre os sintomas, prevenção e o tratamento contra o câncer de próstata. Confira o bate papo com os especialistas:

CA: O que é o câncer de próstata?

LF: A próstata é uma glândula do sistema genital masculino, localizada na frente do reto e embaixo da bexiga urinária. O câncer ocorre quando há uma multiplicação desordenada das células da próstata, culminando em um tumor maligno que pode acometer apenas a glândula ou se estender local/ sistemicamente.

CA: Quais são os principais fatores de risco da doença? 

RA: Podemos considerar a idade, o histórico de câncer na família (homens cujo pai ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos), etnia, obesidade e consumo excessivo de álcool e tabaco. A incidência aumenta significativamente após os 50 anos.

CA: Quais são os sintomas do câncer de próstata? 

PS: Em sua fase inicial, o câncer de próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno, como dificuldade, demora em começar e terminar de urinar, necessidade de ir mais vezes ao banheiro, sangue e diminuição do jato da urina. Na fase avançada, pode provocar dor óssea, sintomas urinários, perda de peso, fadiga e dor localizada de forte intensidade.

CA: Quais exames são feitos para investigar a doença? 

RA: No caso do câncer de próstata, esses exames são o toque retal e o exame de sangue para avaliar a dosagem do PSA (antígeno prostático específico). O diagnóstico é feito através da biópsia prostática por via trans-retal ou trans-perineal e guiada por ultrassonografia. A indicação de biópsia depende do toque retal e valores de PSA.

CA: Qual o tratamento para o câncer de próstata?

PS: Para doença localizada (que só atingiu a próstata e não se espalhou para outros órgãos), cirurgia, radioterapia e, até mesmo, observação vigilante em algumas situações especiais. Se o câncer já estiver localmente avançado, a recomendação é a radioterapia ou cirurgia em combinação com tratamento hormonal. Em situações de metástase (quando o tumor já se espalhou para outras partes do corpo), o tratamento mais indicado é o de bloqueio hormonal, quimioterapia injetável e terapia oral. A escolha do tratamento mais adequado deve ser individualizada e definida após médico e paciente discutirem riscos e benefícios de cada tratamento.


Categoria(s): Cruz Azul | Cruz Azul de São Paulo | Hospital Cruz Azul | Notícias | Saúde
Tag(s):

Cruz Azul de São Paulo - Todos os direitos reservados © 2019-2020

Agência de Marketing e Gerenciamento Digital DocPix.net